Advertisements

Foco! Concentração! É isso que está faltando!

Analisando friamente essa nova derrota, essa nova perda de título, chegamos a um ponto crucial que tanto para o Brasileiro, mas, principalmente para a Copa do Brasil que é mata mata, o SPFC precisa trabalhar fortemente com TODOS os jogadores, desde os mais experientes até os mais jovens que hoje são destaque do time: Foco e concentração em 100% do tempo.

Claramente, time e técnico já estavam com a cabeça nos pênaltis. Já estavam conformados com o empate e até segurando o jogo pra levar a disputa para as penalidades. O adversário, claramente também já estava nessa mesma pegada, pois, não houve mais ataques. Ninguém queria arriscar tomar um gol, pois, ambos sabiam que dificilmente um empate aconteceria.

Mas, no meio desse “jogo de compadres” que estava naquele momento, um lado, infelizmente o nosso, vacilou. Arboleda não acompanhou, Luan já estava machucado e William Farias, nem sei onde estava, assim como os nossos laterais. E nesse momento, a equipe que tem reconhecidamente um nível de concentração maior, viu uma oportunidade única e fez o gol.

Se lembrarmos a semifinal do Paulista de 2018, o SPFC estava classificado para a final até os 44 do 2º tempo. Numa bola totalmente sem sentido, Rodriguinho, que é baixo, viu uma brecha na zaga que já tinha Arboleda com muito mais altura, Sidão não saiu, ele fez o gol e fomos abalados para os pênaltis e perdemos.

A concentração, o foco, o time frio e calculista, faltou por exemplo, na semifinal da Libertadores de 2016 contra o Atlético Nacional, quando Maicon deveria ter ficado na dele e foi pra cima do jogador do outro time e foi expulso. Ahh, ele não merecia ser expulso? Claro que não. Mas, correu um risco sem necessidade. Isso é falta de foco. Isso é falta de concentração.

Numa fase decisiva, numa final, num jogo importante, o jogador, dentro ou fora de casa, tem que estar com a cabeça só no jogo. Infelizmente, temos que reconhecer que o nosso adversário, hoje tem isso. No jogo do Morumbi, isso ficou claro. Pressionamos, fomos pra cima, torcida em cima e em nenhum momento houve uma falha desse tipo, houve uma abertura de espaço.

Se lembrar por exemplo, da Libertadores de 2005, o SPFC fez um de contra ataque, após os 40 do 2º tempo já com 3×0 a favor e torcida gritando é campeão. Isso é foco. Borges fez o gol do título em 2008 após rebote do goleiro que veio em cima dele e fomos campeões. Isso é estar focado!

Sim, faltou elenco. Raí e Leco trouxeram tarde as peças. Cuca mexeu mal, pode-se falar isso também. Mas, o adversário tem um time igual ou até mesmo pior que o nosso nesse momento. Mas, a concentração e o foco, nesses momentos são determinantes para igualar uma possível diferença técnica ou até mesmo se sobressair no caso de igualdade.

Portanto, é necessário trabalhar esse foco. Essa concentração. Esse sangue no olho em 100% do tempo!

Fábio Wink, Torcedor Fanático do SPFC desde 1983
Textos publicados na SPFC 24 Horas, todas as Terças e Sextas-feiras!
Twiiter: fabiaowink

Advertisements

Deixe uma resposta