Advertisements

Carragher sobre Mundial de 2005: “Se foi para perder, bom que tenha sido para o São Paulo e para o Ceni”

Carragher disputando lance decisivo com Mineiro. (Foto: ANDY RAIN)

Em entrevista para a UOL Esporte, o ex-zagueiro do Liverpool, Jaime Carragher, relembrou a final do Mundial de Clubes 2005 contra o São Paulo quando acabaram derrotados por 1 a 0, gol de Mineiro, e com show de defesas do Rogério Ceni.

Nós jogamos uma vez contra um time brasileiro, o São Paulo, perdemos por 1 a 0, e eles tinham aquele goleiro famoso, o Ceni, que marcou muitos gols ao longo da carreira. Foi uma grande frustração perder aquele jogo”, disse Carragher.

O time do Liverpool não sofria gols há 11 partidas e ostentava essa situação antes do jogo, Carragher lembrou: “Lembro que tivemos três gols anulados, e no gol que levamos Sami Hypia tentou fazer a linha de impedimento e não deu certo. Aquele foi o primeiro gol que tínhamos tomado em 11 partidas. Não lembro muito de como foi o jogo em si, mas foi, sim, uma grande decepção não conquistar aquele troféu. Nós sabemos que é algo muito maior na América do Sul do que na Europa, mas é uma decepção mesmo assim. Teria sido bacana conquistar o troféu de campeão mundial. Um confronto muito difícil e sabíamos que provavelmente quem marcasse primeiro seria o campeão”.

Sobre o conhecimento do futebol brasileiro, Carragher disse que Boca e River são mais conhecidos na Inglaterra, e explicou: “Quando você assiste a vídeos do futebol jogado no Brasil, dá para ver que existe muita competitividade, mas às vezes na Inglaterra há a ideia de que existem só dribles. Acredito que na Inglaterra os clubes argentinos, Boca Juniors e River Plate, são mais conhecidos, e no caso do Brasil a seleção é muito mais famosa do que os clubes. Tínhamos a noção que o jogo contra o São Paulo seria de bastante contato físico. Não à toa o Brasil tem e teve ótimos zagueiros”.

O duelo entre São Paulo e Liverpool foi complicado, o Tricolor abriu o placar com Mineiro, mas sofreu uma pressão imensa dos ingleses, Rogério Ceni fez milagres e quando a bola entrou, estava em impedimento, e o Carragher relatou sobre a derrota para o time são-paulino com Rogério Ceni inspirado.

Nós não conhecemos tão bem o futebol brasileiro, mas ele era uma figura muito famosa pelos gols. Talvez nós sabíamos mais dos gols que ele havia marcado de falta e pênalti do que as defesas. Se foi para perder, bom que tenha sido para o São Paulo e para o Ceni”, disse o zagueiro inglês.

A final do Mundial 2005, o primeiro com o novo formato oficializado pela FIFA, completou 13 anos em 2018, os são-paulinos relembraram a conquista pelas redes sociais, e em entrevistas. Na atual temporada, a final será decidida entre a surpresa Al Ain e o já repetitivo participante, Real Madrid.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 1X0 LIVERPOOL

Data: 18/12/2005
Horário: 8h20 (horário de Brasília)
Local: Estádio Internacional de Yokohama (Yokohama – Japão)
Público: 66.821
Arbitragem: Benito Armando Archundía Tellez (ARB, México), Arturo Velasquez (AA1, México), Hector Vergana (AA2, Canadá) e Toru Kamikawa (4AR, Japão).
Cartões Amarelos: Diego Lugano, 12’/2T, e Rogério Ceni, 45’/2T (SPFC).
Gol: Mineiro, 26’/1T (SPFC).

Liverpool: Reina; Finnan, Carragher, Hyppia e Warnock (Riise, 34’/2T); Sissoko (Sinama Pongolle, 34’/2T), Gerrard (capitão), Xabi Alonso e Luis Garcia; Kewell e Morientes (Peter Crouch, 40’/2T). Técnico: Rafa Benítez

São Paulo: Rogério Ceni (capitão); Fabão, Diego Lugano e Edcarlos; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Junior; Amoroso e Aloísio (Grafite, 30’/2T). Técnico: Paulo Autuori

Advertisements
Fábio Martins

Fábio Martins

Estudante de jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta