Advertisements

Reencontro!

Saudações Nação Tricolor! O São Paulo foi até a Bahia para encarar o Vitória no Barradão pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um segundo turno ruim, o Mais Querido precisava se reencontrar com o caminho das vitórias já que os três pontos não vem desde a partida contra o Bahia (seis jogos) dentro do Morumbi. Com o titulo já distante, o Tricolor busca garantir seu retorno na Libertadores do ano que vêm, para isso teria que retomar as boas atuações que marcaram o time de Aguirre. O treinador escalou assim a equipe para a partida: Jean; Bruno Peres, Bruno Alves, Arboleda e Edimar; Luan, Hudson, Diego Souza e Reinaldo; Rojas e Gonzalo Carneiro. A formação tática foi o 4-4-2. 

A PARTIDA

Lutando contra o rebaixamento o Vitória tentou começar o jogo pressionando o São Paulo. Os donos da casa forçavam as jogadas pela lado direito mas com pouca efetividade. O Tricolor começou a trabalhar a bola com paciência no meio campo, mesmo com poucas jogadas de perigo no início o primeiro lance de gol foi do São Paulo. Aos 13′ o Vitória errou a saída de bola e Reinaldo espeto achou Rojas nas costa da zaga. O equatoriano tentou surpreender o goleiro Ronaldo que fez defesa segura. O Rubro-negro baiano respondeu logo depois em cobrança de falta, a bola bateu na barreira e no rebote Maurício Cordeiro mandou por cima do gol. Aos 17′ Reinaldo bateu lateral para área, a defesa do Vitória afastou errado e Rojas quase chegou para empurrar para as redes. O Tricolor começou a encontrar espaços e Diego Souza quase tirou o zero do placar aos 21′, Fabiano teve que se esticar todo para evitar o tento são-paulino na boa jogada de Bruno Peres. Os donos da casa aos 28′ viram Jean fazer uma defesa dificílimo em chute de  Rhayner. O meio campo ariscou de longe, a bola pegou um efeito pingou no gramado e quase enganou o arqueiro do Mais Querido que mandou para escanteio. O gol quase saiu aos 35′, numa boa tabela de Rojas com Diego Souza a bola chegou até Luan que finalizou de primeira. Ronaldo salvou com a ponta do pé. O volume de ataque do São Paulo foi premido na lance seguinte. Reinaldo pela direita trabalhou com Rojas, o camisa 11 foi a linha de fundo e tocou para trás. Bruno Alves sozinho dentro da área mandou para o gol, o goleiro até tocou na bola mas não evitou o tento. Após o gol o Vitória se bateu e o jogo ficou lento, o primeiro tempo terminou sem mais lances.

O São Paulo voltou do vestiário sem nenhuma alteração, com a vantagem o Tricolor tentou amarrar a partida no reinicio. Até os 15 minutos os dois times erravam passes e não conseguiam chegar com perigo dentro da área. Aguirre fez a primeira alteração e Tréllez foi para o lugar de Carneiro já amarelado. Logo em sequência Rojas fez jogada pela direita, limpou  e finalizou com perigo. A bola passou muito próxima da trave direita de Ronaldo que só olhou. Na jogada Rojas torceu o joelho e precisou sair para entrada de Éverton Felipe. Come 2/3 da partida jogada o Mais queri recuou e tentava matar o jogo em uma puxada de contra-ataque, o Vitória forçava o jogo pelos lados do campo em busca de um empate, mas não conseguia finalizar ao gol. Depois da saída de Rojas o Tricolor perdeu o meio campo e não conseguia trocar passes, apesar dos espaços estarem abertos não existia articulação do meio campo para o ataque. Aos 30′ Aguirre trocou Diego Souza por Nenê na tentativa de prender mas a bola e não sofrer pressão. Aos 34′ Maurício Cordeiro avançou pela direita, Reinaldo não acompanhou e o atacante foi invadindo a área e chutou forte. Jean estava atento e conseguiu espalmar para escanteio. Nos minutos finais a partida ficou feia, com um São Paulo que se defendia sem qualidade e não aproveitava o contra-golpe e um Vitória buscava o empate em bolas aéreas. Aos 49′ Leandro Pedro Vuaden trilou o apito pela última vez decretando a vitória sobre o Vitória.

ENCERRO

Depois de uma sequência muito ruim, finalmente o Mais Querido conseguiu voltar a vencer. No futebol os três pontos sempre acabam sendo o mais importante mas é necessário analisar alguns problemas recorrente na equipe. Jogando contra um Vitória que luta para não cair, esperava um São Paulo mais consciente dos erros cometidos na últimas partidas e mais aguerrido durante o jogo. Os donos da casa não chegaram a impor uma grande pressão ao Mais querido, mas novamente com uma vantagem minima no placa, vimos uma acomodação assustadora dentro do campo. O adversário criou poucas ações ofensivas mas em duas ocasiões Jean foi fundamental para o placar terminar com uma vitória magra. Os lados do campo funcionaram pouco e após a contusão (que parece ser séria) de Rojas o time parou de jogar. Reinaldo e Edimar não conseguiram criar nem marcar com qualidade, enquanto que Bruno Peres sofreu sozinho do outro lado. Hudson também esteve apagado e em muitos momentos disperso do jogo enquanto o garoto Luan teve personalidade inclusive para ir a frente. Com tanta gente abaixo, a dupla de zaga sofreu mas, conseguiu afastar todas as jogadas aéreas do adversário. Se a vitória não recoloca o Tricolor na briga pelo titulo deve servir pelo menos para melhorar o animo dos atletas. Esse clima de o ano já acabou que me transpareceu por parte de alguns não pode e não deve ser nunca o pensamento de quem veste o manto. O São Paulo alcançou os 56 pontos e mantém a quarta colocação, ficando 4 pontos acima do Grêmio que ainda joga na rodada. O São Paulo volta a campo no próximo domingo (04/11) diante do Flamengo dentro do Sacrossanto, partida importante para seguir nas primeiras posições.

Pro São Paulo FC Fiant Eximia

Concorda? Não? Deixe Seu comentário de forma educada.

Adriano Carvalho – Twitter  @AdrianoC80    

Advertisements

Deixe uma resposta