Advertisements

Notas – Cruzeiro 0 x 2 São Paulo

Salve, nação!

Tricolor vence e segue em busca da liderança no Brasileirão (foto: Agência Estado)

O Tricolor foi até Minas enfrentar o Cruzeiro na para manter-se vivo na busca pela liderança do campeonato. O primeiro tempo a posse de bola foi maior do time mineiro, porém sem efetividade, em alguns lances até ofereceu perigo, porém mais por erros individuais do goleiro Sidão, no mais, o São Paulo foi mais objetivo no primeiro tempo, sempre em busca do gol, mesmo com menos posse de bola, ficava apenas esperando uma oportunidade para contra atacar, e ela veio aos 26 minutos numa cobrança de falta desperdiçada por Edilson, o lateral Reinaldo virou o jogo da direita pra esquerda, Rojas e Éverton tabelaram entre eles e o equatoriano foi a linha de fundo cruzando na medida pra Diego Souza, de canhota, abrir o placar no Mineirão.  O Cruzeiro até tentava reagir, mas parava no bloqueio defensivo do São Paulo.

O segundo tempo foi da mesma forma, o time mandante tentava o empate, mas a defesa do Tricolor estava bem postada, e apostava no contra-ataque que viria a ser mortal aos 31′ onde Rojas recebe em velocidade pela direita, ele enxerga Reinaldo passando livre na esquerda e rola pro lateral que fuzila, mas Fábio defende e da rebote nos pés do próprio Reinaldo, que com calma, cruza a bola para Éverton na segunda trave, apenas empurrar pro fundo do gol e decretar a vitória são-paulina no Mineirão. Com esse resultado, o Tricolor segue a caça do líder Flamengo, que bateu no Sport em casa por 4×1.

Notas –

Sidão — Assustou em alguns lances, mas também fez uma boa defesa no segundo tempo. Suas reposições de bola não foram nada boas no jogo. — 5,5

Araruna — Defensivamente fez uma partida razoavelmente boa, ofensivamente pouco apareceu. — 6,0

Bruno Alves — Substituiu muito bem Arboleda, fez o seu jogo de sempre, simples e seguro, não comprometeu. — 6,5

Anderson Martins — Também fez uma partida razoavelmente boa, “cometeu” um pênalti que na verdade não foi. — 6,5

Reinaldo — Fez uma partida muito boa, marcou bem e no ataque foi preciso, teve um jogo completo! — 8,0

Luan — Jogo bom e discreto do menino da base, porém demonstrou personalidade em vários lances, não sentiu a pressão. — 7,0

Liziero — Jogou bem, apareceu algumas vezes no ataque e defensivamente não comprometeu. — 6,5

Éverton — Participou diretamente do primeiro gol e fez o segundo do São Paulo, um bom jogo do motorzinho tricolor. — 7,5

João Rojas — O equatoriano fez uma partida muito boa, voltando pra marcar e puxando contra-ataques pela direita, as vezes trocava de lado. Deu a assistência para o primeiro gol. — 7.0

Nenê — Fez um jogo bom, porém discreto, participou de vários lances de perigo e contra-ataque, mas acabou caindo um pouco de produção no segundo tempo. — 6,5

Diego Souza — Guerreiro em campo, além de fazer o seu gol, fez jogadas importantes nos minutos finais para matar o tempo. — 7,0

Shaylon — Entrou, apareceu mais com sua movimentação. — 6,0

Bruno Peres — Fez a sua estreia, não deve estar 100% fisicamente, ficou pouco tempo em campo, mas correu bem. — 6,0

Lucas Kal — Também esteve pouco tempo em campo, porém fez duas boas intervenções. — 6,0

Diego Aguirre — Escalou a equipe com o que tinha de melhor, e também deu chances à atletas da base de começarem jogando, fora os que entraram no decorrer do jogo e não comprometeram, até agora não conseguiu repetir a escalação pós-copa, mas não foi problema no jogo de hoje. — 7,0

Bola cheia –

João Rojas — Encaixou bem no time, no esquema, vem dando resultados e fazendo partidas muito boas, o equatoriano tem um fôlego impressionante. 

Diego Souza — Antes de criticado, hoje é um dos pilares do ataque Tricolor, mesmo não sendo centroavante de ofício, vem correspondendo as expectativas na maioria dos jogos.

Éverton — O motorzinho também vem em ótima fase com suas boas partidas, fora que deixa o seu golzinho de vez em quando por aí.

Reinaldo — Também já foi bem criticado, hoje está nos braços de grande parte da torcida, o lateral vem fazendo boas partidas e mostrou evolução nesse seu retorno ao São Paulo.

Contra-ataques — O Tricolor deu uma aula de como se contra-ataca no jogo de hoje, dois golpes fatais no Cruzeiro quando teve a oportunidade, vem se tornando uma grande arma.

Bola murcha –

Sidão — Com sustos, péssimas saídas de gol, reposições tensas, o goleiro só não foi vazado por sorte, e que sorte.

Abraços!

Luan Morais

Advertisements

Deixe uma resposta