Advertisements

Notas – São Paulo 3×0 Vitória

Boa noite, Nação!

Nenê decide, e Tricolor salta para vice-liderança até os próximos jogos! (foto: Marcos Ribolli)

O Tricolor recebeu o Vitória no Morumbi nesta terça-feira (12) pelo último jogo antes da parada para a Copa do Mundo e não decepcionou o torcedor que foi até o estádio. O time visitando começou procurando o ataque, nos minutos iniciais exigiu bastante atenção da defesa do São Paulo, principalmente do goleiro Sidão, que fez uma boa intervenção logo aos 8′, o Tricolor começou a buscar mais o jogo, propondo ainda mais o ataque. Aos 20′ em uma jogada pela direita, Araruna passa para Nenê que se livra do marcador e bate colocado, a bola vai no ângulo de Elias, sem chances de defesa, um lindo gol no Morumbi. O Vitória resolveu se fechar um pouco e buscar mais o contra-ataque, com isso chamava o São Paulo para o seu campo, aos 34′ as coisas ficaram mais complicadas para o time baiano que teve Yago expulso, e sete minutos depois, Nenê puxa contra-ataque, toca para Éverton que tenta o cruzamento duas vezes, a primeira para Diego Souza, mas a bola não chegou, na segunda ele passa para Nenê livre na marca do pênalti apenas finalizar e ampliar o marcador.

O segundo tempo o São Paulo queria liquidar de vez a fatura e o fez aos 8′ quando Lucas Fernandes fez a jogada pela direita cruzando, a bola desvia no marcador e sobra para Éverton que de primeira bate forte no canto do goleiro. Tricolor assustava, parecia que iria marcar mais um ou dois gols, mas esbarrava na marcação do Vitória, aos 31′ o time ainda perdeu Lucas Fernandes expulso e só controlou a bola até o final da partida.

Notas – 

Sidão — Fez pelo menos duas boas defesas, não assustou neste jogo. — 7,0

Felipe Araruna — Jogou improvisado e jogou bem, quando aparecia no ataque, apoiava com firmeza, e na defesa da mesma forma. — 7,5

Bruno Alves — Partida simples e segura do zagueiro tricolor. — 6,0

Arboleda — Também fez uma partida discreta e segura, não se apurou. — 6,0

Reinaldo — Totalmente ofensivo, teve boas chances de marcar um gol, finalizou algumas vezes e fez alguns cruzamentos, porém sem tanto capricho.  — 6,5

Hudson — Apareceu algumas vezes no ataque, no geral não comprometeu. — 6,5

Jucilei — Discreto em campo, fez algumas intervenções defensivas e tentou uma finalização sem sucesso. — 6,0

Lucas Fernandes — Fez até um bom jogo enquanto esteve em campo, participou do terceiro gol. Poderia ter evitado a falta besta que gerou sua expulsão. — 6,0

Nenê — Que jogo fez o camisa 7 do Tricolor, distribuindo passes, lançamentos, puxando contra-ataques. Fez dois gols, um deles uma pintura, belíssima partida. — 9,0

Éverton — Teve um começo de jogo não muito bom, porém no decorrer foi se encontrando até deixar sua marca com sua boa movimentação em campo. — 7,0

Diego Souza — Partida apagada, a bola pouco chegou para ele em condições de finalizar, saiu bastante para buscar o jogo, cumpriu seu papel tático da forma que deu. — 5,5

Brenner — Entrou para dar uma velocidade a mais pro ataque, teve boa movimentação mas poucas chances de finalizar. — 6,0

Caíque — Entrou ligado, foi pra cima sendo ousado, tentando aproveitar sua chance, fez boas jogadas e arriscou alguns chutes. — 6,5

Liziero — Pouco tempo em campo, porém com bastante voluntariedade e movimentação, fez um gol, porém foi invalidade de forma duvidosa. — 6,5

Diego Aguirre — Escalou o que tinha de melhor à sua disposição, deu chance à alguns jogadores que não vinham entrando com frequência, manteve a pegada do time, desta vez alterou de forma segura, seu trabalho está sendo bom. — 7,0

Bola cheia – 

Nenê — Com estes dois gols passou a ser o artilheiro do São Paulo no ano com 9 gols, fora o lindo gol que marcou na partida, teve mais um tento e ótimas jogadas, é o cara que pensa.

Intensidade — No primeiro tempo a equipe jogou com uma pegada ótima, tanto na marcação, que é o estilo uruguaio do professor Aguirre, quanto nos setores ofensivos.

Bola murcha –

Segundo tempo — O segundo tempo não foi lá aquelas coisas, após o terceiro gol o time deu uma caída de produção, sentou em cima do placar e as faltas desnecessárias que geram suspensões apareceram, foi o outro ponto negativo, com o placar totalmente a favor, o jogo praticamente ganho, parar jogadas com faltas bobas.

 

Abraços!

Luan Morais

Advertisements

Deixe uma resposta