Advertisements

E agora seu Leco? #CrônicaTricolor

Na data de 06 de dezembro de 2017 chegou ao fim a “aventura” de diretor de futebol de Vinicius Pinotti. Não se sabe oficialmente  o motivo para essa decisão fosse tomada, o que é de conhecimento de todos, é que o trabalho que estava sendo realizado pela dupla Leco x Pinotti tornou-se bastante questionável e quase culminou numa desgraça, que seria o rebaixamento do São Paulo.

Leco tem se tornado dia-a-dia uma figura bastante criticada pelo torcedor por diversos motivos, sua falta de capacidade organizacional somada a exposição ao qual o clube se encontra, tem sido fator fundamental para que o torcedor peça diariamente sua saída nas redes sociais.

Leco falou na apresentação do Raí

O ano de 2017 ficará marcado pela participação do torcedor no ambiente do clube, sua interferência foi tamanha a ponto de passar a impressão de que todas as decisões tomadas, são baseadas em tentar restaurar uma imagem manchada junto a massa tricolor.

O fato do torcedor poder participar de reuniões no clube, podendo questionar os planos para o futuro do time, pode ser visto como uma boa ação, pois como diz o ditado “quem ama, cuida”. Porém qualquer instituição bem organizada, com uma estrutura sólida e qualificada, consegue antecipar movimentações que permitam que esse tipo de cenário.
O bom trabalho quando é realizado de maneira organizada e efetiva, pode até ser questionado mas não abre espaço para interferências.

O fato de Vinicius Pinotti ter se desligado do clube, pode ser visto como um alívio considerando o quão o mesmo fora questionado pela torcida, no entanto fazendo uma análise fria sobre o momento, percebemos que o nosso clube de coração está a deriva, em num momento onde tudo pode acontecer.

Leco está entre a cruz e a espada, nosso presidente nunca esteve tão sozinho nessa gestão, nem aquele que era o seu maior entusiasta conseguiu manter-se ao seu lado. Talvez seja a hora de parar, pensar e tomar decisões inteligentes e efetivas, Leco tem em suas mãos uma oportunidade única de poder tentar conter a fúria da torcida que tanto o critica nas redes sociais.

O ano de 2018 promete e muito com essa escolha de RaíTerror do Morumbi para o cargo deixado por Pinotti, Raí denota-se por ser uma pessoa integra e comprometida, esses atributos associados ao amor que o mesmo demonstra pela camisa tricolor, aumentam as chances de que Raí possa ser mais efetivo do que foi Pinotti. Nosso presidente pode ter feito tal escolha para poder mais uma vez desviar o foco e tentar apagar o incêndio. Caso tenha sido essa sua pretensão saberemos pois temos o grande exemplo ao qual o M1to fora exposto.

Raí foi apresentado nesta sexta (8)

O desligamento de Vinicius Pinotti pode ser visto como a “cereja do bolo” do ano de 2017, serviu apenas para aumentar a desconfiança do torcedor sobre a seriedade do trabalho do senhor Carlos Augusto Barros e Silva – vulgo Leco. Agora é a hora onde tudo pode mudar ou apenas termos a certeza de quais são as intenções deste que está a frente do nosso amado clube brasileiro!

Advertisements
Roger Marques

Roger Marques

São Paulino que não sabe bater pênalti, mas que sabe como ajudar na briga!

Deixe uma resposta