Advertisements

Lima Duarte: “Não exijo nem reclamo do São Paulo. Esse time já me deu muito mais do que pedi”

(Foto: Cassiano de Souza)

Na estreia do filme “Onde A Moeda Cai Em Pé”, que conta a história do São Paulo, vários personagens estiveram presentes no Cinemark do Shopping Eldorado em São Paulo, entre as figuras ilustres presentes, o grande são-paulino Lima Duarte, ator da Rede Globo de Televisão, falou sobre o seu grande amor pelo São Paulo.

Não exijo nem reclamo do São Paulo. Esse time já me deu muito mais do que pedi, do que eu peço, do que eu desejo”, disse o ator.

Lima Duarte relembrou quando ‘trabalhou’ no Morumbi e deu dica para os são-paulinos: “Fui adjunto ao departamento de marketing, só digo uma coisa, se você tem amor por um time, não entra nunca na diretoria, não vai nunca lá, e foi o que adotei, amo o São Paulo e só.”

Zarzur, Piolim, Virgilio, King, Zezé Procópio, Noronha. Abaixo: Luizinho, Sastre, Leónidas Da Silva (Diamante Negro), Remo e Pardal, time campeão paulista de 1943. (Foto: Reprodução)

Perguntado sobre a época que ele mais relembra sobre o São Paulo, Lima Duarte respondeu com o time são-paulino campeão paulista nos anos 40: “King, Piolim, Vírgilio, Zezé, Zarzur e Noronha; Luizinho, Sastre, Leonidas, Remo e Pardal, 1947, 46, faz tempo né, mas eu sei o time, e o grande são-paulino para mim foi o Canhoteiro, parou com 28 anos de idade, foi ser porteiro do banco do estado, mas era meu amigo. Essa ala Zizinho e Canhoteiro nunca houve, e nem haverá”.

Entrevista do Lima Duarte a partir do 2’28”:

Advertisements
Fábio Martins

Fábio Martins

Estudante de jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Um comentário em “Lima Duarte: “Não exijo nem reclamo do São Paulo. Esse time já me deu muito mais do que pedi”

  • 8 de novembro de 2018 em 18:16
    Permalink

    É muito emocionante ler uma mensagem como o Lima Duarte mandou.
    S.P.F.C MINHA ETERNA PAIXÃO!
    HERMES JARDIM.

    Resposta

Deixe uma resposta