Advertisements

Análise do reforço – Joao Rojas

(Foto: StudioFútbol)

O atacante equatoriano, Joao Rojas, foi contratado pelo São Paulo por duas temporadas, chega para suprir as saídas de Valdívia e principalmente Marcos Guilherme, desconhecido pelo grande público, traremos um pouco mais sobre o reforço são-paulino que já está treinando na equipe titular.

Joao Rojas, 29 anos, começou sua carreira no Técnico Universitário, equipe que costuma disputar entre a segunda divisão do Equador, e em 2007 a equipe teve uma campanha excelente no acesso, conseguiu a terceira colocação na classificação final, subindo para a Série A em 2008. Na temporada de 2008, o seu time ficou na 9ª colocação entre 12 times, permaneceu na primeira divisão, ao todo no clube foram e Joao Rojas chamou atenção do Emelec. Também entre 2008-09 foi chamado para a seleção do Equador, fez seu primeiro amistoso em 2008 contra o México, depois em 2009 contra El Salvador e Jamaica, ainda jovem fez quatro jogos pelo Sul-Americano sub-20 de 2009, fez dois gols.

Em um novo patamar na carreira, Joao Rojas agarrou a oportunidade no Emelec, chegou com a temporada rolando em 2009, fez 22 partidas, marcou seis gols e ajudou a equipe que ficou na terceira colocação do Campeonato do Equador. Já em 2010, titular da equipe, atuou em 44 jogos, marcou 11 gols, e desta vez o Emelec foi vice-campeão, na Libertadores o time não foi tão bem, ficou em último do grupo que contava com o Internacional, que foi campeão naquela época. Ainda em 2010 jogou um jogo pelo Equador na Eliminatórias da Copa do Mundo.

O atacante velocista chamou atenção do Monarcas, clube mexicano, atuou pela equipe em três temporadas, chegou em 2010-11, atuou em 22 partidas e marcou cinco gols, o Monarcas foi vice-campeão do Clausura no México, depois 2011-12 foram 44 partidas, sendo 32 como titular, e fez 7 gols, três deles sendo pela Copa dos Campeões da Concacaf. Por fim em 2012-13, Rojas fez 39 partidas, sendo 33 como titular, e marcou 11 gols. Entre 2011 e 2014, ganhou espaço também na seleção equatoriana, fez 10 jogos na Eliminatórias para a Copa de 2014 e 12 amistosos, marcou dois gols, foi titular apenas nove vezes, apenas cinco nas Eliminatórias.

Com boas temporadas pelo Monarcas, o atacante equatoriano deu mais um salto em sua carreira, foi atuar no grande Cruz Azul do México, e chegou com moral, logo na temporada 2013-14 foram 40 jogos, 32 pelo Nacional, com 8 gols marcados, e 8 jogos pela Concacaf, não marcou gol, mas ajudou o Cruz Azul na conquista pelo título e garantiu vaga no Mundial de Clubes, onde atuou nos três jogos, inclusive contra o Real Madrid na semifinal,  deu uma dor de cabeça ao lateral brasileiro Marcelo, mas não deu, foi só marcar um gol contra o Auckland na disputa de terceiro e quarto, levou para os pênaltis, mas os mexicanos perderam. Em 2014-15, foram 33 jogos, marcou 5 gols, 2015-16 manteve a média de 33 jogos, maioria como titular, marcou três gols e deu 3 assistências. Um jogo realizado na Copa do Mundo 2014, entrou na derrota para a Suíça, teve 13 minutos para tentar ‘salvar’ o Equador, mas não deu.

Foi em 2016-17 que começou a perder espaço, mesmo com mesma média, 32 jogos, nove gols marcados e 4 assistências, o atleta já tinha um certo desgaste no clube, foi emprestado para o Talleres, da Argentina. No Talleres participou da campanha espetacular do clube argentino que conquistou uma vaga na Libertadores de 2019, ficaram na quinta colocação e na repescagem conseguiram a vaga, o Joao Rojas foi um dos principais jogadores, muito elogiado pela torcida, mesmo marcando apenas um gol e dando cinco assistências nas 25 partidas disputadas.

Atuando pelas pontas, Rojas costuma buscar bastante o drible, e costuma ganhar mais de 55% das disputas, em média das últimas três temporadas, costuma dar uma finalização por partida, não é o forte dele finalizar, mas sim jogadas de ponta, atua por ambas, no Cruz Azul alternou esquerda e direita, no Talleres atuou pelo lado esquerdo. O atleta também ajuda bastante na marcação, na recomposição do time, interceptando jogadas, até por vezes costuma receber cartão amarelo devido a seu esforço tático, são 64 cartões em 345 partidas. No SofaScore, Joao Rojas costuma ficar entre 6.80 e 6.95 na classificação média de todos os quesitos do atleta, considerando os números ofensivos e defensivos, tentativas, gols perdidos e feitos, assistências, chances criadas, interceptações, desarmes, e outros fatores.

Substituto de Marcos Guilherme, pelo estilo de jogo, porém com mais ousadia ofensiva e no drible, Joao Rojas tem números parecidos com o de Éverton na carreira, ao todo por clubes, o equatoriano atuou em 345 jogos, 68 gols marcados, 46 assistências, a média de gols de 0.19 e de assistências 0.13 contra 392 jogos do Éverton, 59 gols marcados, 55 assistências, 0.15 em média de gols e 0.14 na média de assistências, este que também atuou no futebol mexicano, mas não teve grande sucesso no Tigres. Vale ressaltar que os números não são 100% precisos, pois no começo de carreira de ambos, em equipes ‘menores’, os dados não são completos, mas é uma média de acordo com pelo menos três fontes pesquisadas como Soccerway, oGol, SofaScore e outros sites que complementam a busca.

Ponto forte – Velocista e tentativas de drible, o atacante tem as próprias características do futebol equatoriano atual, gosta de partir para cima do adversário com velocidade, no estilo ponta antigo, quebra defesas. Outro estilo elogiado é por ser forte taticamente, foi aprimorando ao longo da carreira, inclusive tem relatos que já atuou até mesmo como volante e foi muito bem, também atua pelos dois lados do campo, até como um meia-atacante e raramente falso nove, é polivalente e muito esforçado.

Ponto fraco – Não é muito forte na finalização, está longe de ser artilheiro, apesar de por vezes aparecer como um atacante. Como costuma ser dos velocistas equatorianos, em muitas vezes falta inteligência na hora de completar a jogada, como no cruzamento, mas durante a carreira, cresceu bastante, com 29 anos já mostrou mais maturidade, e no Talleres foi elogiado por deixar companheiros em boas chances de gol.

Vídeo com jogadas na melhor fase carreira entre 2013 e 2015 no Cruz Azul:

Comentários sobre o Joao Rojas:

Advertisements
Fábio Martins

Fábio Martins

Estudante de jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta